Escovar os dentes é um processo habitual que, muitas vezes, se torna automático. A gente nem presta atenção no que está fazendo, não é mesmo? Mas é preciso estar atento ao tempo de escovação, aos movimentos e garantir que a escova esteja passando por todos os dentes. E você, como é a sua rotina? Você sabe como escovar bem os dentes?

A higiene bucal correta é a melhor forma de proteger seu sorriso de doenças. A boa escovação, aliada ao uso diário de fio dental, permite manter a saúde, prevenir e reduzir a placa bacteriana, a desmineralização dentária, as cáries, a halitose, as doenças bucais e periodontais. Seu principal objetivo é remover os restos alimentares que ficam aderidos na superfície da boca e dos dentes após as refeições. Essa sujeira, quando não é removida por um certo tempo, forma placas que, se negligenciadas, desenvolverão problemas mais sérios, como a cárie e o tártaro.

Mas como escovar bem os dentes?

Escove os dentes com movimentos suaves e curtos. Nunca se esqueça que os dentes têm cinco faces, e todas elas devem ser limpas:  superfícies voltadas para a bochecha, superfícies internas, superfícies de mastigação e as regiões entre um dente e outro, onde é preciso passar o fio dental. Atenção especial para as áreas situadas ao redor de restaurações e coroas. Concentre-se na limpeza de cada setor da boca, incluindo a língua.

Os movimentos devem ser preferencialmente curtos e vibratórios. Pacientes que têm dificuldade de controlar a força devem segurar a escova de dentes apenas com os dedos.

 

Que tipo de escova dental devo usar?

A mais recomendada é aquela que possui cerdas macias. Ela é a mais indicada para a remoção da placa bacteriana e dos resíduos de alimentos. As escovas com cabeças menores também são mais adequadas, porque alcançam melhor todas regiões da boca, como, por exemplo, os dentes posteriores, mais difíceis de alcançar.

Leia mais sobre quando trocar a escova de dente aqui:

Veja alguns erros na hora de escovar os dentes

– Escovar com muita força:  força excessiva durante a escovação, principalmente se realizada juntamente com movimentos longos no sentido horizontal, pode causar desgaste nas áreas próximas ao contorno da gengiva, além de causar retração gengival

– Usar escovas de dente velhas: Uma escova é considerada “velha” quando as cerdas estão desalinhadas e desgastadas, pois não terão a mesma eficácia na limpeza. Além disso, por uma questão de higiene, é indicado trocar a escova periodicamente. Em geral, 3 meses é um prazo razoável.

– Colocar muito creme dental na escova: Não é para exagerar. Em vez de cobrir totalmente as cerdas da escova com a pasta, coloque-a no sentido transversal das cerdas, assim a quantidade será equivalente a 1/3 da cabeça da escova

– Não usar fio dental: O fio dental é importante para remover restos de alimentos que permanecem entre os dentes após alimentação e desmanchar a placa que se acumula ali. Usado adequadamente uma vez por dia é suficiente.

– Não limpar a língua: A limpeza da língua é importante para evitar mau hálito. Pode ser feita com a escova ou com limpadores específicos que são encontrados facilmente nas drogarias.

 

 

Recommended Posts